24 de abr de 2016

Apresentadora Regina Volpato vai estrear programa no You Tube


A apresentadora terá um programa semanal no seu canal do You Tube chamado "Prazer,eu sou" que vai contar com entrevistas de pessoas autênticas,originais inconformadas,bem humoradas,audaciosas.
Que conseguiram ou se dedicam à buscado empoderamento.Indivíduos que têm orgulho ao se apresentar dizendo: prazer, este sou eu!
Os fãs e admiradores da apresentadora afastada da TV agora podem acompanhar sua nova fase na Mídia Digital e esse blog vai compartilhar os seus programas toda semana.

Estreia nessa terça 26/04 no You Tube - Acesso Link - https://www.youtube.com/channel/UCQs7HAouxt6HS2MCoUI3xdg/feed





 


Celso Russomanno entra na briga contra a internet LIMITADA e orienta con...

6 de abr de 2016

História do Cantor sertanejo Rivair Rhandall


Ele próprio contou a sua história a esse Blog : Meu nome é Rivair dos Santos Pereira. Sou cantor sertanejo, tenho 32 anos de idade e sou natural da cidade de São João Del Rey / MG e meu nome artístico é Rivair Rhandall.
Sou filho de Aparecida dos Santos (doméstica), que mora na cidade de Lagoa Dourada em Minas Gerais e de Ivandir Pereira (carpinteiro), que mora na cidade de Cacequi Rio Grande do Sul.
Meus avós maternos são dona Azelina dos Santos e meu avô é o senhor Geraldo Tiburcio, ambos do estado de Minas Gerais, da cidade de Lagoa Dourada. E meus avós paternos são a dona Eva Terezinha de Jesus Pereira e meu avô é o senhor Antônio da Silva, ambos do estado do Rio Grande do Sul, da cidade de Cacequi.
Resolvi escrever esta carta para vocês do programa pelo seguinte motivo: estou a procura do meu pai que não conheço.
Meu pai teve um relacionamento com minha mãe, do qual eu fui fruto, que não durou muito tempo porque meu pai era alcoólico e brigava muito com minha mãe. E isso foi o suficiente para eles se separarem. Então, com a separação dos meus pais, eu e minha mãe fomos morar na casa da minha avó materna. Quando a separação ocorreu, eu tinha apenas 1 ano de idade e fui criado pela minha mãe e meus avós. Não foi nada fácil parar eles me criarem. Nós eramos de uma família muito pobre e sem nenhuma estrutura. Daí começaram os problemas com minha saúde... Eu fiquei internado por quase 1 ano. Foi uma barra muito pesada para minha família e todos esses problemas aconteceram no intervalo da separação dos meus pais.
Nós ainda morávamos na cidade de São João Del Rey em Minas Gerais, quando em 1985, toda minha família decidiu se mudar para Lagoa Dourada, uma cidade vizinha, em busca de condições melhores para vivermos.
Não adiantou muito, pois em Lagoa Dourada eu vivenciei o que é "passar dificuldades" na vida. Minha família chegou ao ponto de pedir até esmola para sobrevivermos. Daí comecei a estudar, mas tive que interromper os meus estudos para começar a trabalhar. Tudo isso aconteceu aos meus 11 anos de idade. E quando eu tinha 13, meu avô faleceu e as coisas ficaram ainda mais difíceis...
Ao passar do tempo, minha mãe arrumou um outro companheiro e acabou engravidando desse namorado dela. Foi então que nasceu meu meio irmão.
Minha mãe fazia muitos bicos para ajudar dentro de casa, mas quando nós pensamos que nossa situação estava ficando sob controle, foi que aconteceu o que eu costumo dizer que foi o maior pesadelo da minha vida. Em junho de 2008, a minha avó materna, com quem ainda morávamos juntos, veio a falecer. Também foi um momento muito difícil porque não tivemos nem tempo direito para chorar essa perda de minha avó: minha tia faleceu um mês e meio depois. Então, uma situação que já estava difícil, se tornou insuportável !
Minha família não é uma família de muita gente e, de repente, aconteceu tudo isso. Na época, eu morava com eles, então sobraram somente minha mãe, meu irmão e eu. E com todo esse abalo, minha mãe entrou em depressão. Meu irmão e eu não tínhamos a quem recorrer. Mas com tantas perdas e tombos que a vida nos deu e com a ausência do meu pai, em nenhum momento eu me deixei tomar pelo desespero e nem pela revolta de ser filho  de pais separados. E nem por ser filho de mãe solteira. Ao contrário, eu tinha e tenho um grande orgulho de ser filho da minha mãe e jamais me passou pela cabeça a ideia de cometer algum crime, fazer alguma coisa errada, usar drogas ou bebida alcoólica.
Apesar de ver tanta miséria e sofrimento, eu carregava um grande sonho na minha vida de um dia ser um grande cantor sertanejo e de muito reconhecimento. Então transformei tudo de ruim que aconteceu na minha vida em algo positivo e só pensava em vencer um dia na vida. Vi que não podia ficar parado no tempo, sem poder correr atrás do meu sonho. E, como eu não nasci em berços de ouro, eu tinha absoluta certeza que nada na minha vida seria fácil.
Gostava muito de ouvir várias duplas sertanejas, como Zezé di Camargo e Luciano, Leandro e Leonardo, Milionário e José Rico, Trio Paradura, Rick e Rener, Gino e Geno, entre outros sucessos da música sertaneja. Eu jurava que um dia eu iria cantar pra muita gente, igual eles faziam. Esses artistas foram minha grande inspiração.
Mas entres esses grandes artistas e idolos ,o que eu sou mais fã do Leonardo e do Eduardo Costa.
Pelo exemplo de vida de dificuldades que ele passaram pra chegar ate o sucesso
No anos de 2009, resolvi sair de casa e me mudar para outra cidade atrás de empregos e mais oportunidades para tentar meu sonho de cantar. Como a vida de um cantor nunca foi fácil, eu cantava a noite e trabalhava em outro emprego durante o dia. Mas tudo na vida tem seu preço. Tive que deixar minha mãe e meu irmão para trás. Mas tudo isso foi para a busca da realização de um sonho, de melhores condições pra minha família.  Aí, em 2010, com muito trabalho e esforço, consegui gravar meu primeiro CD independente e ao mesmo tempo fazia alguns showzinhos e trabalhava em uma empresa dentro de uma siderúrgica. Em 2012, consegui, mais uma vez, gravar meu segundo CD.
Já tenho 9 anos de carreira e, como sou cantor e compositor, as coisas começaram a tomar um rumo melhor. Foi até que pensei que eu iria estourar no mundo artístico. Mas não deu certo...
Em 2013, eu tive uma grande decadência na minha carreira, não vendia shows, não tinha apoio de ninguém e, além de tudo, ouvia muitas pessoas próximas de mim falando pra eu desistir dessa carreira, que isso não iria dar em nada. Foi muito difícil! Mas graças a Deus, eu sempre fui um cara muito religioso e entreguei meus projetos nas mãos de Deus. Porque na vida, quem tem fé, tem tudo! E em 2014, Deus colocou uma pessoa muito especial na minha vida  que veio para mudar de vez a minha vida. Tudo estava parado na minha carreira e juntos começamos a dar um novo rumo pra tudo. Essa pessoa, pra mim, é considerada meu anjo protetor, porque é minha amiga, parceira e além de tudo, está comigo em todos os momentos, bons ou ruins. Uma pessoa muito especial de verdade!
Com tanta coisa que se passou na minha vida, tantos aprendizados, aprendi que desistir, jamais.  Passei por poucas e boas nessa vida.
As vezes penso que se eu tivesse sido criado com a presença do meu pai, as coisas poderiam ter sido um pouco diferente, mas talvez não. Todos nós temos uma missão e um propósito aqui na terra. Talvez minha missão seria mesmo passar por estes obstáculos. Hoje faço meus show, não sou um cantor reconhecido ainda, mas um dia, se Deus quiser, chegarei lá.
Minha mãe ainda mora com meu irmão em Lagoa Dourada. Ela leva uma vida razoável, porém ela é muito doente. Apesar de hoje eu ser um rapaz batalhador, eu gostaria muito de encontrar meu pai, ou alguns parentes dele. Não sei se hoje ele está vivo, mas é meu sonho encontrar ele. Sinto que tenho um vazio no meu coração e é falta do meu pai. Todos que estão a minha volta sabem tudo que sofri: preconceitos, gente rindo de mim quando eu dizia que queria ser cantor... Hoje eu torço com muita fé e trabalho muito pelos meus ideais que um dia irei conquistar.





Deixo aqui os meus sinceros agradecimentos pelo carinho e pela atenção.


Site Rivair Rhandall - www.rivairrhandall.com.br  
Telefones : (031)98987-4256 (031)98608-1260




 

Simone e Simaria - Meu Violão e o Nosso Cachorro (Vídeo Paródia)